O conjunto de parques, praças, áreas verdes, espaços livres públicos e privados integra o Sistema de Áreas Protegidas, Áreas Verdes e Espaços Livres definido pelo Plano Diretor Estratégico do Município de São Paulo (PDE). O equilíbrio desse sistema é essencial para saúde da população, a biodiversidade, a regulação hídrica e do clima na cidade.

O Sistema de Áreas Protegidas, Áreas Verdes e Espaços Livres se articula com outros sistemas urbanos, como o sistema de mobilidade, o sistema de drenagem, por exemplo. Basta pensar nos caminhos, ruas, ciclovias e calçadas utilizadas para acessar um parque, ou como a comunidade escolar utiliza e se conecta com uma praça vizinha à escola, ou, ainda, na horta comunitária cultivada sob a torre de alta tensão, para perceber como os componentes dos diferentes sistemas urbanos e ambientais interagem na cidade.

De forma inédita, estamos elaborando um plano para organizar e gerenciar esse sistema. O Plano Municipal de Áreas Protegidas, Áreas Verdes e Espaços Livres-PLANPAVEL é uma ferramenta de planejamento e gestão com objetivo de, entre outros, aumentar a cobertura vegetal das áreas públicas e particulares, ampliar e requalificar as áreas verdes públicas prioritariamente nos territórios densamente ocupados, carentes de cobertura vegetal e de áreas públicas de lazer, maximizar os serviços ecossistêmicos, aprimorar a governança e gestão das áreas verdes, requalificar cursos d’água e espaços livres públicos, sendo desejável o acesso da população a uma área verde pública de boa qualidade no raio de um quilometro da residência.

Temos pela frente um enorme desafio e, por isso, convidamos as cidadãs e cidadãos, as associações, os coletivos, entre outras organizações, a colaborar na construção desse plano, participando do Mapa Colaborativo para indicar áreas verdes e espaços livres públicos a serem criados, ampliados e requalificados.

Também os convidamos a participar da avaliação das ações propostas para o PLANPAVEL na plataforma Participe +.